Mario Mata & Banda Esfola Maxime 7de Marco 2008

 
Posted by Picasa

Comentários

  1. falta agora actualizar isto com os convívios que apareceram depois dos quais presenciei um a bem pouco tempo em Castanheira ... grande Mata.. deixo muita nostalgia no Ar foi uma noite de arromba..

    Cumps

    P@Z@X

    ResponderEliminar
  2. Mata, vi-te na Castanheira , tambem sou musico,e estás a cantar e a tocar bué, altos temas , não recorreste às facilidades para animar a malta. Continua assim, não te vendas, vais ser mais um daqueles que só depois de morto é que vão dizer que eras muito bom e vai tudo gravar as tuas musicas.És um Van Gogh da musica.Aperto !!

    ResponderEliminar
  3. João Cardoso2:09 da tarde

    WOW! QUE CENA MARADA, vir encontrar o Mata aqui, escondidinho neste Blog! FIQUEI TÃO BEM, meu! Tanta vez que peguei na CHAVE DO CARRO, meti-me PELA ESTRADA FORA a ouvir o DUPLA FACE e a pensar: "onde andará o Mata?". Um gajo que faz um disco destes, com esta categoria, cheio de canções á maneira, e depois... nunca se ouve falar dele, não se sabe de um espectaculo que faça, não tem tempo de antena na rádio nem na TV ... merda de país que METE NOJO, que assim despreza gente com tanto valor! QUE GRANDE SECA! NUNCA MAIS É SÁBADO! ISTO É QUE É UMA VIDA, caraças! Anda um artista a lutar mais de duas décadas por um lugar ao sol, e só há espaço para os Dzert's e Tony's Carreiras do nosso descontentamento! Fosga-se! É que UM HOMEM PERDE-SE, pá! Só dá vontade de usar a palavra que começa pel' A LETRA EFE e ... Olha... É P'Á DESGRAÇA ! HOJE É PRA LOUCURA, e já que continuamos neste rame-rame em que NÃO HÁ NADA PRA NINGUEM ... excepto sempre para os mesmos, pois cá vai ela : Foda-se Portugal! NÃO TE CURES, NÃO, Portugal, vais ver onde vais parar! ENTÃO Ó ZÉ? E tu? Vais continuar sempre de bico calado, e deixar morrer a revolta? Ou já nem revolta tens, Zé? Suspiras, gemes, e dizes "EU VOU Á BRUXA', não é? Isso já não chega Zé... se já nem sabes que é o Mário Mata. Eu ajudo-te, Zé: o Mário é aquele que cantou e cantou e canta o inconformismo, a revolta, a irreverencia, o amor, a amizade, enfim, a vida, daquela forma que tu já nem consegues sequer balbuciar, Zé. Pobre Zé, que deixas cair no esquecimento os teus irmãos, filhos do teu país que souberam e teimaram em pintar de outras cores (que não o cinzento) a sua, a tua, a nossa existencia.

    Um abraço, Mário! Não me conheces, mas eu conheço-te a ti, e isso já faz uma grande diferença! Gostava de te ver ao vivo, mas ... talvez um dia, aqui mais perto de Sintra.

    PS - o teu disco dos 25 anos de carreira ficou na gaveta? Se assim foi, lamento... Compreendo como é dificil fazer nascer seja o que fôr neste deserto de ideias á beira-mar plantado. Sei que não desistirás. Tu não és desses.

    Felicidades, e parabens pelo rebento!

    João Cardoso

    ResponderEliminar
  4. Existe um cantinho neste universo da internet onde se dá valor aos musicos portugueses, especialmente aos que têm menos do que merecem.
    O Mário Mata tambem já lá tem o seu espaço de homenagem e divulgação, com musica incluída.
    Apareçam por lá, leiam, oiçam e participem. Pela musica portuguesa, e pelo Mário em particular! Estamos em :
    http://zonadinamica.19.forumer.com/viewforum.php?f=4

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares