VAMOS LÁ SUAR É FIXE

                            VAMOS LÁ SUAR É FIXE (HISTÓRIA DE PORTUGAL)



Se não me falha a memória
O primeiro Rei da história
Foi um tal Afonso Henriques
Que pôs tudo aos despiques
E para acabar com as fitas
Correu com os Jesuitas
----------------------------------
Depois veio o D.Diniz
Que era primo de Egas Moniz
Irmão do Prior-do-Crato
Que pôs tudo ao desbarato
E acabou em Dona Maria
A Primeira Dinastia
--------------------------------
Veio então o D.Duarte
Que os mandou àquela parte
No tempo do Vasco da Gama
Que se escondeu debaixo da cama
Com medo do Adamastor
De cognome ‘O Lavrador’

Vamos lá suar é fixe
Vai tudo prá discoteca (mai’ logo)
Vamos lá suar é fixe
Onde é que está a minha bejeca?
--------------------------------------------------------------------------------------
Os Filipinos reinaram então
E no meio da confusão
Começaram os Descobrimentos
Que deram grandes rendimentos
Gastos na bebedeira
Pelo Conde da Ericeira
--------------------------------
D. Luisa de Gusmão
Casada com Diogo Cão
Um dia em Aljubarrota
Ao bater com uma bota
Matou sete espanhóis
Que andavam aos caracóis
----------------------------------
Veio então o D. João
Com seus ares de pavão
E numa tarde de sol
Estando ele no futebol
Tantas voltas deu à tola
Que inventou o Totobola

E se a memória não me falha
Foi numa grande batalha
Lá no Estádio Nacional
Centenas de homens à bulha
Andaram para ali à trolha
E mancharam Portugal
----------------------------
Dona Teresa Vimioso
Enfeitava a testa ao esposo
Entre bebedeiras de absinto
Dormiu com oVasco da Gama
E pariu o Dom João Quinto
-----------------------------------------------
Pedro Alvares Cabral
Foi parar ao Hospital
Das Escadinhas do Duque
Por um tal de Egas Moniz
Lhe ter partido o nariz
Num Porto - Benfica
--------------------------------------------------------------------------------------
Para acabar a Segunda Dinastia
Fundou-se a casa Pia
Para onde foi internado
D . Sancho El-Rei soldado
Que era primo Co-Irmão
D ‘ El Rei D . Sebastião

Nos anos do Marquês de Pombal
Houve um grande bacanal
Comeram-se Távoras asssadas
Que tinham sido engordadas
Com a sêmea e a bolota
Da Raínha Dona Carlota
--------------------------------------------
Para acabar com essa crava
Apareceu o Peres de Trava
Que instaurou a Restauração
Com auxílio de Prestes João
Conhecido frequentador
Do café dos Restauradores

-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Pedro Nunes então chegou
E a todos espantou
A expulsão dos ingleses
Juntamente com os franceses
Queriam roubar o Nónio
Da Capela de Santo António

Um tal Camões apareceu
A História Marítima escreveu
Dedicada a Dona Leonor
Andava perdida de amor
Por Dom Nuno Álvares Pereira
O Descobridor da Madeira

-------------------------------------
Aparece um tal Carmona
Embaixador da Pomplona
Que enviou um elefante ao Papa
Que morava então à Lapa
Em casa do Alexandre Herculano
Que inventou o Aeroplano
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Surge então um tal Tomás
Que não era mau rapaz
Filho da Escola Naval
Foi promovido a General
Por tantas vezes gritar
Sal e Azar

Certo dia de Estudantes
A Polícia de rompante
Veio até à Universidade
Mas vieram sem maldade
Com canhetas e canhões
Para ver as instalações

----------------------------------

Apareceu então um tal de Eanes
Que dobrou o Bojador
E o Grande cabo o engoliu
E tal façanha serviu
Para andar sempre a dizer
Antes quebrar que torcer

Antes quebrar que torcer
Antes quebrar que torcer

Vamos lá suar é fixe
Vai tudo prá discoteca (mai’ logo)
Vamos lá suar é fixe
Onde é que está a minha bejeca?
Vamos lá suar é fixe
Vai tudo prá discoteca
Vamos lá suar é fixe
Já dormia era uma soneca

Comentários

  1. Eu tinha esperança que alguém já tivesse publicado

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares